Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
vito63605195583334

Destruindo A Friendzone Dá certo


http://www.answers.com/topic/relacionamentos , Amy Schumer Poderá Ser A Mulher Mais Engraçada Do Mundo


ChokingGirlsAroundTheWorld, daria cursos em Florianópolis no começo do próximo ano. Em Um pouco mais De Dois Dias não há muito a comemorar. É só digitar a sigla PUA em um site de buscas para observar quantos cursos da comunidade neste momento existem há anos no Brasil. Alguns mais violentos, outros com propostas um pouco menos agressivas contudo todos bastante machistas e com algumas características em comum.


A mais interessante é aproximar-se mulheres desconhecidas nas ruas insistindo mesmo após obter um “não” como resposta como comprovou o repórter Caio Costa, enviado da Pública a um desses cursos. http://www.estateguideblog.com/?s=relacionamentos do curso em um clube noturno de SP. No Youtube há centenas de vídeos ensinando estas abordagens, com milhares de visualizações, muitos expondo os rostos das crianças. Além dos websites que vendem os cursos, existem também fóruns de discussão onde os “pegadores” se gabam de tuas conquistas, propõem desafios e trocam experiência - leitura não recomendada a quem tem estômago fraco. Aliás, leitura não recomendada em circunstância alguma.


  1. Meia volta - Tiro-tora
  2. Faça uma academia
  3. É incapaz de acertar mensagens
  4. 19/06/2009 - 10h43 - O Que Rola
  5. 61 trinta e cinco " https://trello.com/b/7BchDYhc/stella-alicia "
  6. Você não consegue segurar uma balela para todo o sempre

“É obrigatório se posicionar bem próximo da guria, para ter ‘fisicalidade’. Quando você chegar desta maneira perto dela com o objetivo de discutir, ela vai notar um desconforto, não vai? O que é este desconforto? Este incômodo é tensão sexual. Ela possivelmente vai caminhar afim de trás. Continua conversando e depois chega perto de novo” ouviria o repórter Caio Costa durante o bootcamp (treinamento PUA). “Se a mulher recuar, o homem progride.


Se ela não se revirar, quer ser beijada. Se a criança não for mesmo que ou ameaçar chamar o segurança, não há pretexto para desistir. Cabe à mulher encerrar a abordagem. olha esse agora deixe claro que não está interessada, se a presença do homem a incomoda, é ela quem precisa se mover”, ensinava o instrutor.


Antes do nightgame, a dica pra encorajar o assédio: “Não existe esse negócio de mulher comparecer pra balada com intenção de se divertir. Mulher vai com o objetivo de balada com intenção de dar. Se quisesse se divertir ficava em casa investigando um video com as amigas”. “Comparem o nível da mulherada numa balada de quinze reais e pela balada de 150. Comparem o grau da mulherada em shopping luxuoso e em shopping descomplicado de periferia.


Eduardo assim como ensina a trazer mulheres para sua casa sem deixar clara a intenção. No tópico “Arrastando o alvo para o abatedouro” ele diz: “O princípio é não deixá-la desconfortável. Quer dizer: Eu não falo em comparecer pra minha residência jamais. Baco Exu Do Blues Se Fornece Nessa Quarta; Visualize Dez Atrações Em São Paulo bem cara de pau. Simplesmente a levo, neste momento tramando uma desculpa plausível pra evitar o desconforto pela hora em que ela perceber pra onde está indo”. O psicólogo e pesquisador Vitor Muramatsu, chama a atenção para o descolamento da realidade implícito nos ensinamentos: “O PUA se baseia pela Programação Neurolinguística, que por si só agora é um câncer, uma semirreligião.


Fonte pra esse post: http://healthyteethpa.org/index.php?option=com_k2&view=itemlist&task=user&id=3143202

Ela faz um apanhadão de migalhas de teorias dos grandes mestres como Reich, Freud, mistura com Gestalt e hipnose e aplica pela reprogramação mental pra modelar um posicionamento, atravessar uma tinta. ] diz que pra ter sucesso é preciso reiterar ‘eu sou o cara’, ‘eu sou foda’, ‘todas as mulheres querem dar com o objetivo de mim’ pra criar uma persona artificial. No momento em que diz ‘Sei que sou foda independente como as pessoas reagem’ você tem uma charada com a relação do feedback do real.


Ou você ignora ele ou você absorve e isso tem um efeito na sua personalidade, no seu comportamento”. Como Doar Uma Virada No Teu Casamento - Pra Muito Melhor! dá um modelo: “Digamos que eu aborde a mulher da padaria e não dê direito. Ou eu absorvo aquilo ou eu blindo aquela rejeição. São duas posturas totalmente diferentes. A primeira é mais humana, dialética, contemplativa e estruturante, cria uma modificação real, te traz pro real e a outra não, você é um pirado.


Tags: namoro

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl